Terça-feira 17 de Setembro, 2019
« Setembro de 2019 »
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 1 2 3 4 5

Observatório de Educação para o Empreendedorismo

A equipa de formadores/investigadores da ESE-IPVC, que integra o projeto "Empreendedorismo para crianças dos 3 aos 12 anos", ao longo da implementação do projeto foi reunindo um conjunto de questões a necessitar de pesquisa e análise académica e investigativa. Identificar que participantes o projeto envolveu; que tipologia de colaboradores agregou e que funções desempenharam; que eventos e atividades foram concretizados; que aprendizagens ocorreram; que impacto social gerou, são alguns dos aspetos a considerar. Este conjunto inicial de temas ditou uma metodologia com expressão ao nível dos instrumentos de recolha e tratamento de dados, da avaliação de aprendizagens e da presença dos projetos nas comunidades educativas. 

Em face do vasto manancial de informação recolhida e analisada tornou-se imperativo a criação de um espaço específico de agregação de todos os dados gerados pelo projeto, com instrumentos e procedimentos capazes de o estudar e acompanhar. Neste quadro se consubstancia a criação do  Observatório de Educação para o Empreendedorismo. 


O Observatório tem como objetivos principais:

-contribuir para a criação, fortalecimento e expansão de projetos de empreendedorismo social para crianças dos 3-aos 12; 

- promover a formação de professores (inicial e contínua) no âmbito da Educação para o Empreendedorismo; 

- monitorizar, avaliar e fazer recomendações a formações e projetos em curso; 

- efetuar e promover a investigação aplicada e produzir conhecimento; 

- implementar e participar em encontros com as comunidades educativas e científicas (nacionais e internacionais) para disseminar e divulgar o conhecimento produzido.

Com o intuito de concretizar os objetivos propostos, a ação do Observatório deverá nortear-se por critérios de qualidade e rigor, promovendo as seguintes atividades: formação de professores, monitorização de projetos; participação em reuniões e encontros científicos; debates e workshops com comunidades educativas; produção de artigos em repositórios da especialidade. 

 

O projeto em números

Apresentam-se indicadores sobre o número de concelhos, agrupamentos de escolas e escolas, professores e crianças envolvidas diretamente no projeto, separando os contextos da formação contínua de professores dos contextos da formação inicial. Termina-se com um quadro síntese.

Como as crianças não são ilhas e se relacionam com familiares, amigos e conhecidos a quem falam dos seus projetos e trabalhos, podemos estimar um número de pessoas que no Alto Minho contactaram direta ou indiretamente com o Projeto Empreendedorismo para crianças dos 3 aos 12 anos.


Formação Contínua de Professores

2012/2013

2014/2015

TOTAL

Concelhos

5

8

8

Agrupamentos

5

8

11

Escolas

10

16

23

Professores

Pré-Escolar

6

15

6

18

12

33

1ºCEB

5

7

12

2ºCEB

4

5

9

Crianças

Pré-Escolar

75

248

123

415

198

663

1ºCEB

102

189

291

2ºCEB

71

103

174


Formação Inicial de Professores

2011/2012

2013/2014

2014/2015

2016/2017

TOTAL

Concelhos

1

1

2

2

2

Agrupamentos

2

6

6

5

7

Jardins de Infância

2

11

10

7

12

Educadores

2

12

11

10

35

Estagiários

4

24

22

19

69

Crianças

48

211

218

192

669

Investigação

Educadores

6

6

Estagiários

6+6

12

Crianças

128

128



Envolvidos no Projeto

TOTAL

Concelhos

9

Agrupamentos

13

Escolas

35

Professores

68

Estagiários

69

Crianças

1460



“Start Me Up Alto Minho” destaca ideia IPVC

Duas alunas do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º ciclo do Ensino Básico da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Cindy Quaresma e Sofia Ramos, que receberam formação em empreendedorismo no âmbito to Projeto “Empreendedorismo para crianças dos 3 aos 12 anos: sonhar e concretizar”, receberam uma Menção Honrosa no concurso de empreendedorismo “Start Me Up Alto Minho”. Esta distinção valeu apoio na elaboração do plano de negócios e na implementação e gestão do HappyMat.

O projeto que foi a concurso consiste num conjunto de desafios e histórias que apresentam a Matemática de forma criativa e divertida. O HappyMat destina-se a crianças entre os 6 e 10 anos. Pode ser utilizado de forma autónoma respondendo à necessidade de pais ou outros familiares que procurem conjugar momentos lúdicos e de aprendizagem, mas também por professores que queiram derrubar as paredes de sala de aula e promover a aprendizagem da Matemática contextualizada. Cada caixa contém uma história e um ou dois desafios matemáticos com eles relacionados. Pela sua versatilidade transforma-se numa personagem da história.

O Start Me Up encontrou neste projeto uma forte componente de inovação, capacidade de operacionalização e oportunidade, que vai de encontro ao objetivo do concurso que pretende fomentar a capacidade empreendedora da comunidade e estimular o desenvolvimento de novos projetos empresariais no território do Alto Minho. A Menção Honrosa vai garantir o apoio na elaboração do plano de negócios e na sua implementação e gestão.